A convite do Gen Ex João Camilo Pires de Campos, Chefe do Departamento de Educação e Cultura, O CNOR e a AORE/RJ prestigiaram a passagem de Direção da DESMil do Gen Div Júlio Cesar de Arruda para o Gen Div André Luís Novaes Miranda. Logo no elevador, subi com o Almirante Newton de Almeida Costa Neto, Comandante da Escola Naval, que me rendeu um artigo...

 

 


A convite do Gen Ex João Camilo Pires de Campos, Chefe do Departamento de Educação e Cultura, O CNOR e a AORE/RJ prestigiaram a passagem de Direção da DESMil do Gen Div Júlio Cesar de Arruda para o Gen Div André Luís Novaes Miranda.

Logo no elevador, subi com o Almirante Newton de Almeida Costa Neto, Comandante da Escola Naval, que me rendeu o seguinte artigo:

Caiu a ficha: fiquei velho

Primeiro fomos para o Gabinete do Diretor onde muitos amigos já lá estavam e enumerar a todos correria o risco de esquecer a muitos.

Mas o primeiro que cumprimentei foi o General Enzo Martins Peri, antigo Comandante do Exército.

Claro que lá estavam o General de Exército João Camilo Pires de Campos, que presidiria a cerimônia de hoje e que no dia seguinte, estaria passando o DECEx para o General de Exército Mauro Cesar Lorena Cid, que também cumprimentamos.

Também o antecessor do General Campos no DECEx, Gen Ex Ueliton José Montezano Vaz e esposa, o Gen Div Ronald Silva Marques e também o Coronel de Infantaria Luiz Cyrillo de Lima Júnior, Comandante do CPOR do Rio de Janeiro, Escola que no próximo sábado estará comemorando 90 anos.

A cerimônia no Gabinete do Diretor foi o primeiro ato oficial do Diretor substituto, General Novaes, promovido em 31 de Março a General de Divisão, e vindo de Comandar a AMAN.

Teceu muitos elogios á pessoa humana e fidalga que é o General Arruda, lembrando fatos no trato com Cadetes da Academia ou mesmo com ele quando do passamento de sua genitora.

Depois, como reza o regulamento, passou a palavra ao General Campos que teceu também inúmeros elogios ao amigo que segue para ser o Subcomandante do COTER (Comando de Operações Terrestres no QG em Brasília), explicando que esta cerimônia da inauguração do retrato é mais uma cerimônia familiar.

Ali a esposa do soldado tem seu valor reconhecido, pois, como dizia o General, se o soldado sorri, s sua família sorri, se ele chega em casa apreensivo, todos assim se transformam e, se ele chega necessitando de conforto, é a esposa do soldado a primeira mão que encontra.

E assim, convidou a esposa do General Arruda a descerrar a foto em uma Galeria de peso no Exército Brasileiro, contando com muitos personagens famosos na história e alguns antigos Ministros do Exército.

 

Depois da protocolar troca de lembranças estava terminada a cerimônia e fomos para o Salão de Honra para a formatura de Passagem de Direção.

 

 

CONTINUA...

 

 

 

 


 

Joomlashack