Lá, após as Honras Militares prestadas ao General Katibe, o canto do Hino Nacional ouvimos as despedidas do Comandante sucedido, a leitura do elogio consignado pelo General Comandante e a leitura protocolar do currículo do sucessor, estes desceram do palanque e tomaram suas posições diante da Guarda Bandeira. Após a passagem de Comando, assim que a Bandeira tomou seu lugar na tropa, se apresentaram ao General Katibe, um por ter passado e o outro assumido o Comando da Bateria. Em seguida, foram passar a tropa em desfile e a cerimônia terminou com um desfile em continência ao novo Comandante e em seguida um almoço de confraternização.

 

 

 


 

 

Hoje, quinta 7 de dezembro, mais um ano caminhando para seu fim, fui com muito prazer assistir a uma solenidade numa das mais belas Fortificações de nossa história e, provavelmente, a mais bem conservada tanto que inúmeros filmes de época foram rodados lá...

Apesar de na entrada dizer que  Fortaleza de Santa Cruz da barra é de 1612, muito antes, em 1567, naquele local, uma Bateria já cuidava da entrada da Baía da Guanabara.

Uma canção da Artilharia de Costa chamava esses Fortes de SENTINELA DA BAÍA. Hoje na AD/1, chamam de SENTINELA ALERTA!

Presidida pelo General de Brigada Adilson Carlos Katibe, Comandante da AD/1 tivemos a passagem de Comando da Bateria de Comando da AD/1 do Major Marcelus Armindo Ribeiro Nogueira para o Capitão Luiz Eugênio Cardoso Rangel Serra.

E esse jovem Capitão sempre me apresenta aos amigos dizendo que somos os dois únicos LUIZ EUGÊNIO do Exército Brasileiro. Ele, Luiz Eugênio Serra e eu, Luiz Eugenio mergulhão!

Na entrada da velha Fortaleza, ao lado do mar, aonde meus velhos canhões Vickers-Armstrong ainda vigiam o oceano, há um aconchegante restaurante e lá, num espaço chamado Espaço Zéfiro aonde, às 10:00 horas, tivemos a inauguração do retrato do Comandante sucedido.

Muito prestigiada por antigos Comandantes  como  General Leme que comandou a AD/1, os o Coronel Simão hoje na ECEME e o Tenente Coronel Batouli, respectivamente antigo e atual Comandantes do 21 GAC do outro lado do Morro do Pico.

A inauguração do retrato é a primeira missão oficial do Comandante Sucessor, e o Capitão Serra teceu muitos elogios às qualidades e atividades levadas a efeito por seu sucessor.

Depois passou a palavra ao General Katibe para a inauguração do retrato, honra que passou a esposa do Major Marcelus não sem antes também tecer muitos elogios nas muitas atividades em que a Bateria se viu empregada nestes dias difíceis de nosso país.

Após descerrar o retrato e a troca protocolar de presentes, a cerimônia interna foi dada por terminada e fomos para o pátio defronte, Praça Rego Barros, para a formatura.

Lá, após as Honras Militares prestadas ao General Katibe, o canto do Hino Nacional ouvimos as despedidas do Comandante sucedido, a leitura do elogio consignado pelo General Comandante e a leitura protocolar do currículo do sucessor, estes desceram do palanque e tomaram suas posições diante da Guarda Bandeira.

 

Despedidas do Major Marcelus (leia aqui)

 

Após a passagem de Comando, assim que a Bandeira tomou seu lugar na tropa, se apresentaram ao General Katibe, um por ter passado e o outro assumido o Comando da Bateria.

 

Em seguida, foram passar a tropa em desfile e a cerimônia terminou com um desfile em continência ao novo Comandante e em seguida um almoço de confraternização.

 

 


 

Joomlashack