Como servi em 1966 no vizinho Forte Barão do Rio Branco, na extinta 1ª/1º GACosM hoje ocupado pelo também histórico 21º GAC, aquela área de Jurujuba em Niterói me é muito querida e traz sempre lembranças de um passado de glorias. Cheguei, cumprimentei muitos Oficiais Generais amigos e aproveitei para tirar belas fotos do lindo por do sol que se avistava do pátio onde se daria a solenidade.

 

 


 

O dia 17 d abril, uma terça-feira de outono ensolarada, foi um dia cheio para este soldado septuagenário.

Pela manhã, tivemos no aniversário de 91 anos do Centro de Preparação de Oficiais da Reserva do Rio de Janeiro, e à tardinha, atravessamos a Ponte Rio-Niterói em direção à bela e histórica Fortaleza de Santa Cruz da Barra.

Como servi em 1966 no vizinho Forte Barão do Rio Branco, na extinta 1ª/1º GACosM hoje ocupado pelo também histórico 21º GAC, aquela área de Jurujuba em Niterói me é muito querida e traz sempre lembranças de um passado de glorias.

Cheguei, cumprimentei muitos Oficiais Generais amigos e aproveitei para tirar belas fotos do lindo por do sol que se avistava do pátio onde se daria a solenidade.

Assim que cheguei ao pátio, com minha câmera fotográfica, fui abordado por um soldado que informou ser proibido fotos da solenidade, ordem do General Braga Neto, Comandante Militar do leste, mas que a mídia hoje só se lembra dele como interventor.

Voltei ao meu carro e guardei a máquina. E provavelmente este artigo jamais sairia não fosse a gentileza Seção de Comunicações Social do 21 GAC mencionado acima, que enviou-me esta fotos.

Sim, porque fiquei no último palanque, na fileira de trás ao lado do General Sergio, antigo Comandante aqui da AD/1 de onde nada se via, apenas acompanhando pelos alto-falantes.

Mas não poderia de escrever este reconhecimento ao meu amigo paulistano General de Brigada Adilson Carlos KATIBE, que passa o Comando e assume a Chefia de Gabinete do EME em Brasília.

O General Katibe comandou o 21º GAC (veja, novamente falando dele) e assim que foi promovido a General teve a ventura de vir comandar justamente a Unidade enquadrante daquela OM.

O por do sol, magnífico, consegui fotografar com meu celular... É sempre um cartão postal.

A cerimônia sei de cor de tantas décadas assistindo, com o General Katibe passando o Comando ao General de Brigada  Antonio RIBEIRO da ROCHA Neto, presidido pelo General de Divisão Antonio Manoel de BARROS que assumiu a pouco o Comando da 1ª Divisão de Exército.

O ponto alto da cerimônia é quando o General Katibe passa ao sucessor a espada invicta do Marechal Cordeiro de Farias, ex-combatente que dá nome a esta Artilharia Divisionária da 1ª DE.

Antes, ouvimos a despedida do General Katibe e depois, a leitura do elogio consignado pelo General de Divisão Mauro SINOTT Lopes, Comandante anterior da 1ª DE.

Ao final ouvimos um resumo do currículo do Gen Bda  Antonio Ribeiro da Rocha Neto que é natural de Juiz de Fora (MG). Praça de 23 de fevereiro de 1985, foi declarado Aspirante a Oficial da Arma de Artilharia em 10 de dezembro de 1988.

Terminou tudo com um belo desfile já ao anoitecer, coroando esta muito prestigiada solenidade que contou com muitos antigos Comandantes da AD/1.

 

 

 


 

Joomlashack