Trinta alunos do Colégio Estadual Dr. Mario Guimarães, pertencentes ao Núcleo de Estudos de História Militar da unidade, mantido pelo Instituto Histórico Militar Marquês do Herval (IHMMH), participaram de mais uma ação do “Projeto Imersão”.

 

 

 


 

Trinta alunos do Colégio Estadual Dr. Mario Guimarães, pertencentes ao Núcleo de Estudos de História Militar da unidade, mantido pelo Instituto Histórico Militar Marquês do Herval (IHMMH), participaram de mais uma ação do “Projeto Imersão”.

 

Desta vez, a atividade foi realizada em parceria de um grande comando da Força terrestre: A Brigada de Infantaria Pára-quedista, unidade pertencente Forças de Ação Rápida (FAR) do Exército Brasileiro.

 

Como previsto no planejamento pedagógico do projeto, a atividade teve início uma semana antes da visita, ainda na unidade escolar, quando os alunos tiveram a oportunidade de participar de uma palestra sobre a história, estrutura e finalidade da Bda Inf Pqdt, ministrada por uma equipe do IHMMH.

 

No último dia 18 de setembro, atendendo a convite do Cel Adriano Fructuoso da Costa, comandante do Centro de Instrução Pára-quedista General Penha Brasil (C I Pqdt GPB),os alunos conheceram detalhadamente o funcionamento e instalações da Área de Estágios, onde tiveram a oportunidade de interagir com o Sgt Romualdo, histórica figura conhecida como “O lendário 66”, e descobrir todo o processo de formação do pára-quedista militar brasileiro. Finalizando a passagem pela “Escola de Pára-quedistas”, os alunos realizaram o salto da torre de instrução. Os que venceram o desafio foram agraciados com o diploma de Torrequedistas”.

 


Após a passagem pela Área de Estágios, os alunos visitaram o Museu Aeroterrestre onde conheceram detalhadamente o acervo e tiveram a oportunidade de conectar o passado com o presente da Brigada.

 

No auditório do museu, os jovens participaram de uma palestra sobre a história da atividade paraquedista do Exército Brasileiro. Encerrado o período de contato com a história da “velha Brigada”, os alunos seguiram até a “Ponte da Amizade”.

 

Acompanhados de um instrutor do Curso de Precursor Pára-quedista tiveram a oportunidade de conhecer a operação de uma zona de lançamento e acompanhar o lançamento real de pára-quedistas realizado por uma aeronave C-105 Amazonas da Força Aérea Brasileira.


Finalizando o dia imersão nas atividades da Brigada de Infantaria Pára-quedista, os alunos participaram de uma formatura na Companhia de Precursores Pára-quedistas.

 

No “Ninho dos Cardeais” eles tiveram a oportunidade de conhecer mais sobre a história da especialidade e participar da inauguração da Sala de Instrução Cabo Dalton Malfacini, inaugurada em homenagem ao primeiro Auxiliar de Precursor formado no Exército Brasileiro em 1954.

 

Convidados pelo comandante da Companhia de Precursores Pára-quedista (Cia Prec Pqdt), Tenente-Coronel Antoine de Souza Cruz, os jovens pertencentes ao Núcleo de Estudos de História Militar “Osório Legendário”, participaram da formatura alusiva ao encerramento do 19/1 Treinamento Específico de Auxiliar de Precursor (TEAP).

 

 

Além de observarem os conceitos de patriotismo e disciplina presentes neste tipo de solenidade, os jovens foram recebidos pelo General de Brigada Pedro Celso Coelho Montenegro, Comandante da Brigada de Infantaria Pára-quedista, e pelo Cel Alexandre José Côrrea, chefe do Estado-Maior do Comando da Brigada de Infantaria Pára-quedista. A atividade fez parte do “Projeto Imersão”, idealizado e desenvolvido pelo Instituto Histórico Militar Marquês do Herval (IHMMH), que busca proporcionar a estudantes da educação básica, em contato com unidades militares das Forças Armadas e Forças Auxiliares, o conhecimento mais profundo de suas histórias, atividades e, principalmente, valores.

 

 

Original copiado de:

 

Revista OPERACIONAL



 

 

 


 

Joomlashack