Começou cedo, 08:00 horas, com um café da manhã após o cadastramento dos Jubilandos após o que todos foram para o Auditório. Lá, o Comandante fez uma apresentação para os Jubilandos e seus familiares, do ano de formação e as mudanças desde 1968 (que era o aquartelamento do hoje Museu Militar Conde de Linhares) como em 1993 (quartel do hoje I Batalhão de Guardas, ambos em São Cristóvão) já que era a primeira vez que ambos visitavam o aquartelamento atual do CPOR/RJ em Bonsucesso, colado no complexo de favelas da Maré. Depois o Tenente Gláucio falou da AORE/RJ e suas atividades. Ao final, um jubilando famoso de 1968, o Coronel Frazão, atual Presidente do Círculo Militar da Vila Militar, contou seus dois Aspirantados, um no CPOR/RJ e o outro na AMAN.

 

 


O Exército Brasileiro comemora, em 4 de novembro, o Dia do Oficial da Reserva (R/2), instituído em reverência ao nascimento do Tenente-Coronel Luiz de Araújo Correia Lima, idealizador dos Órgãos de Formação de Oficiais da Reserva no país.

Cada Guarnição no Brasil comemorou a data em dia de sua conveniência e aqui no Rio de Janeiro, foi no sábado dia 10 de Novembro.

O porquê de um sábado foi que o Tenente Coronel Sandro Gomes, Comandante do CPOR/RJ e o Tenente Gláucio, Presidente da AORE/RJ, resolveram juntar dois grandes acontecimentos em uma cerimônia só, o Dia do R/2 e os Jubileus de Ouro e Prata.

A escolha de um sábado foi para proporcionar uma maior participação dos jubilandos muitos dos quais nem conheciam a Associação.

E assim, naquele sábado ensolarado foram chegando os jubilandos da turma de 1968 (50 anos de formados) e de 1993 (25 anos do Aspirantado) em trajes civis, e os Oficiais R/2 da AORE/RJ com seu uniforme característico.

Começou cedo, 08:00 horas, com um café da manhã após o cadastramento dos Jubilandos após o que todos foram para o Auditório.

Lá, o Comandante fez uma apresentação para os Jubilandos e seus familiares, do ano de formação e as mudanças desde 1968 (que era o aquartelamento do hoje Museu Militar Conde de Linhares) como em 1993 (quartel do hoje I Batalhão de Guardas, ambos em São Cristóvão) já que era a primeira vez que ambos visitavam o aquartelamento atual do CPOR/RJ em Bonsucesso, colado no complexo de favelas da Maré.

Depois o Tenente Gláucio falou da AORE/RJ e suas atividades.

Ao final, um jubilando famoso de 1968, o Coronel Frazão, atual Presidente do Círculo Militar da Vila Militar, contou seus dois Aspirantados, um no CPOR/RJ e o outro na AMAN.

Em seguida, um jubilando de 1993, hoje Delegado da Polícia Civil em Minas Gerais, falou pela turma dele. 

Terminada a parte no Auditório, fomos para o salão de honra onde já estava o General de Divisão Riyuzo Ikeda, Diretor do Patrimônio Histórico e Cultural do Exército e também antigo Comandante do CPOR/Recife, muito querido pela Oficialidade R/2 e que presidiria a formatura a seguir.

No pátio já em forma os Alunos. Ao chegarem as autoridades ao palanque, foram prestadas as honras militares ao Gen Ikeda e a tropa apresentada pelo TC Vitor Rego, Subcomandante.

Após o Canto da Canção do CPOR/RJ, e a leitura do texto alusivo ao Dia do R/2 pelo Ten Denis, Vice-presidente da AORE, os agraciados ocuparam seus lugares no dispositivo e foram condecorados com a Medalha Major Joaquim THIAGO da Fonseca por relevantes serviços prestados à Associação dos Oficiais da Reserva do Exército no Rio de Janeiro 

Seguiram-se a as palavras do TC Sandro Gomes, o Comandante e encerrando, as palavras do General Ikeda.

A cerimônia terminou com um desfile em continência ao General Ikeda tendo à frente o Grupamento da AORE/RJ seguida dos Jubilandos.

 

Joomlashack