CNOR é o Conselho Nacional de Oficiais da Reserva, que, nos próximos dias de 9 a 14 de Outubro, estará promovendo no Rio de janeiro, seu XIX ENOREX. Lá veio outra sigla: ENOREX, Encontro Nacional de Oficiais da Reserva do Exército, que ocorre anualmente, em cada canto do país. No ano passado, por coincidência, aconteceu em Brasília onde o General Riyuzo Ikeda, este mesmo que hoje assumiria O DPHCEX, era Comandante lá da 11ª Região Militar e prestou relevante apoio àquele Encontro Nacional.

 

 


Numa quarta-feira ensolarada do inverno carioca, fazendo seus característicos 31 graus, Este Vice-Presidente do CNOR acompanhou o Presidente do Conselho Nacional (Ten Monteiro) bem como o Presidente da AORE/RJ (Ten Ricardo) ao PDC para a passagem de Direção do DPHCEx.

Militar, adora siglas, notadamente oficiais de Artilharia como eu, Monteiro e o General Paixão, que depois de um ano deixaria a Diretoria de Patrimônio Histórico e Cultural do Exército por término de tempo de serviço com seus 40 anos de serviço ativo, e passaria para a Reserva.

CNOR é o Conselho Nacional de Oficiais da Reserva, que, nos próximos dias de 9 a 14 de Outubro, estará promovendo no Rio de janeiro, seu XIX ENOREX.

Lá veio outra sigla: ENOREX, Encontro Nacional de Oficiais da Reserva do Exército, que ocorre anualmente, em cada canto do país.

 

No ano passado, por coincidência, aconteceu em Brasília onde o General Riyuzo Ikeda, este mesmo que hoje assumiria O DPHCEX, era Comandante lá da 11ª Região Militar e prestou relevante apoio àquele Encontro Nacional.

Quando cheguei ao 9º andar com a Mergulhinha já estava ocorrendo a solenidade de inauguração do retrato do General Paixão, primeiro ato oficial do Gen Ikeda.

Muito prestigiada, ali vi meu antigo Capitão instrutor no CPOR, o General Gleuber Vieira, último Ministro do Exército e seu primeiro Comandante.

Ao lado, sempre saudável e elegante, como lhe falou a Mergulhinha ao cumprimentar, o General Enzo Martins Peri, antigo Comandante do Exército.

E muitas autoridades como o General CID, Chefe do DECEX e quem presidia a solenidade, General Braga Neto Comandante Militar do Leste e General Laerte, Comandante da 1ª Região Militar e muitos outros.

Depois das palavras do General Cid, os familiares do General Paixão descerraram seu retrato e houve a tradicional entrega de lembranças após  o que fomos para o Salão de Honra para o ato de Passagem de Direção propriamente dito.

Tomado o dispositivo, e prestadas as Honras Militares ao General Cid, foi cantado o Hino Nacional.

Depois ouvimos as belas palavras de despedida do General Paixão, que como a Casa de Mallet, terminou agradecendo a Deus.

- “Ma Force d’en Haut” (minha força vem do Alto – de Deus)

Depois ouvimos a leitura do elogio que foi assinado pelo Chefe do DECEX, à qual aquela Diretoria é subordinada, uma belíssima carreira nacional e internacional.

Após a leitura do também impressionante Currículo do General de Divisão Ikeda, o General Cid, acompanhado dos Diretores Substituto e Substituído (há muito que eu não ouvia esta expressão já substituída por Sucessor e Sucedido).

A Bandeira Nacional deu entrada parando diante dos Diretores e Sucedido e Sucessor, passaram as funções e se cumprimentaram enquanto era tocado o exórdio de General de Divisão.

Após a saída da Bandeira, eles se apresentaram ao General Cid, que os cumprimentou e assim terminou a presente solenidade.  

 

 

 

 


 

 

Joomlashack